Do-In

Home Radiestesia e Radiônica Bioeletrografia Aromaterapia Cromoterapia Terapia Floral Vastu Vidya Do-In

 

Do-In e sua Origem

A origem do Do-In está relacionada com o início da humanidade, quando um homem ao bater o pé em uma pedra e massageá-lo sentiu um alívio imediato.Desde então, percebeu-se uma relação direta entre determinados pontos distribuídos pelo corpo humano e a energia que flui entre esses.

O conhecimento desses pontos proporcionou a nossos ancestrais o desenvolvimento de uma prática auto-estimuladora, transmitida de geração em geração. Atribuiu-se ao “Imperador Amarelo”, Huang-Ti, cujo reinado data de mais de cinco mil anos atrás, ser o formulador de toda a Medicina Tradicional Chinesa.

Embora a origem da técnica seja chinesa, a palavra “Do-In” é japonesa, cujo significado é “o caminho de casa”, sendo “casa” o corpo, morada do espírito e do “Ki” (palavra em japonês) ou “Tchi” (em chinês) que significa energia da vida, sendo Yin e Yang os pólos opostos, porém complementares, que compõem esta energia. O Yin significa a noite, o frio, o feminino, o molhado, a terra, o negativo, etc. O Yang é o dia, o calor, o masculino, o seco, o céu, o positivo... Portanto, é contínua a atração que Yin exerce sobre Yang e vice-versa. Essas duas expressões do Ki devem ocorrer no organismo humano de forma harmoniosa e equilibrada, gerando saúde física, mental e emocional. Quando a pessoa apresenta mais energia Yin ou Yang, temos um congestionamento ao longo dos canais (meridianos) e este bloqueio caracteriza-se por uma série de sintomas sem causa aparente, desfazendo todo o equilíbrio interno, debilitando o organismo, destruindo sua imunidade e gerando um distúrbio.Um distúrbio, segundo a tradição oriental, é a desarmonia do fluxo “Ki” em alguma parte de nosso corpo.

Dessa forma, através da automassagem de alguns pontos específicos do corpo humano, prevenimos e corrigimos muitos distúrbios, principalmente os que se encontram em estágios iniciais.

Falanges:
1) Cérebro, cabeça.
2) Garganta, laringe.
3) Braços, mãos, ombros.
4) Plexo, seios, assimilação.
5) Estômago, diafragma.
6) Ventre, intestinos.
7) Rins, espinha dorsal, nádegas
8) Sexo, vias urinárias.
9) Coxas, cadeiras, ânus.
10) Joelhos, curvas da perna.
11) Pernas, tornozelos.
12) Pés, dedos dos pés.

Montes:
13) Circulação do sangue, fígado, sistema digestivo, líquido seminal.
14) Joelhos, ossos, dentes, baço, articulações, reumatismo.
15) Coração, sangue, vitalidade.
16) Cérebro, braços, sistema nervoso, pulmões, brônquios.
17) Sexo externo, músculos, tendões, bile, nariz.
18) Estômago, peito, sistema linfático, tumores.
19) Seios, garganta, sexo interno, urina

A partir de sua Análise Radiestésica ou Bioeletrografia, os profissionais da Figueira Consultores sugerem, entre outras técnicas, pontos de Do-In que ao serem estimulados atuarão nos distúrbios encontrados, contribuindo para o restabelecimento de seu bem-estar.

Lembre-se: assim como todas as técnicas holísticas, o Do-In deve ser utilizado de forma preventiva e complementar, não substituindo o profissional de saúde. Não deixe de procurar seu médico de confiança.
 


Para mais informações:


FALE CONOSCO


 

Voltar Home